sexta-feira, 30 de junho de 2017

Arquivo Nacional do Reino Unido, revela detalhes de um impressionante encontro durante a Guerra Fria presenciado por toda a tripulação de um avião espião da US Air Force.

Os arquivos RAF anteriormente secretos abertos no National Archives incluem um incidente detalhado ocorrido a 19 de outubro de 1982, quando um avião da USAF RC-135, monitorava a atividade militar soviética, foi simplesmente sobrevoado por "um grande objeto" sobre o Mediterrâneo Oriental.

De acordo com os arquivos, o pessoal britânico da RAF Troodos, uma base remota na ilha de Chipre, ficou atônita às chamadas de rádio da tripulação americana quando o encontro se desenrolou a 35 mil metros acima do mar.
O OVNI - - descrito como coberto por "muitas luzes piscando intermitentemente" - foi apanhado no radar do spylane à medida que se aproximava vindo do sul.
Em seguida, circulou ao redor do avião, sinal de chamada Beano 73 - e fechou enquanto o navegador pedia auxílio para as unidades no solo.

Dois pilotos da Marinha dos Estados Unidos foram chamados de um porta-aviões, para auxiliar com os seus F-14 e um F-4 da RAF foi desviado de um exercício de vôo noturno para interceptar o OVNI, a sul da ilha de Chipre.
À medida que os três interceptores se aproximavam da equipe da USAF viram o OVNI partir para a costa africana.
Nada mais foi visto pelos pilotos dos caças.

Os arquivos revelam como o pessoal da RAF na estação de radar de Troodos monitorou todo o incidente por um período de 90 minutos, começando logo após as 16 horas locais.
Mas nada foi visto pelas estações britânicas de defesa aérea - nem foi visto em qualquer radar terrestre ou marítimo, inclusive no 280 SU [280 Signals Unit - RAF Troodos] '.
Após o encontro, as autoridades britânicas lançaram uma investigação secreta.
Os resultados foram enviados para o Departamento de Defesa dos EUA a Novembro de 1982.
O Governo norte-americano ainda não tinham lançado informações sobre esse incidente, que só agora se torna possível devido abertura dos arquivos britânicos.

Oficialmente, o Projeto UFO da US Air Force, Blue Book, foi encerrado em 1969. O Ministério da Defesa britânico fechou sua própria investigação sobre OVNIs em 2009 com a sua unidade secreta de inteligência espacial, DI55, alegando não estar mais interessado em "fenómenos aéreos não identificados" ( UAP) em 2000.
Mas o recém-lançado arquivo da RAF revela que as autoridades solicitaram a transcrição da gravação de fita que capturou as transmissões de rádio feitas entre a tripulação do spyplane e os controladores terrestres.
Cópias do relatório foram distribuídas ao cientista chefe assistente (RAF), DD Ops (GE) RAF, DI55 e DSTI.

O filme fornecido pela estação de radar da RAF Troodos foi cuidadosamente estudado por especialistas em fotografia em Londres e grandes impressões, tiradas da imagem do radar, foram preparadas para o escrutínio pelos oficiais de inteligência.
O arquivo não revela o que aconteceu com essa evidência.
Os resultados da investigação conjunta Reino Unido / EUA não aparecem no arquivo. 


Mas uma explicação tentativa é oferecida por um funcionário superior da RAF, que escreveu: "Temos uma forte suspeita de que o" OVNI "foi um efeito de miragem das luzes na costa de Israel ou Líbano".
Um sinal que informa o avistamento enviado da RAF Troodos para o MoD UK em 20 de outubro descreve o OVNI como "maior do que [a] RC-135".
Os aviões Boeing RC-135 são usados ​​pela USAF e pela RAF para apoiar os serviços de inteligência. 

Foram usados ​​em todos os conflitos armados, incluindo operações da Guerra Fria ao redor das fronteiras da antiga União Soviética.
A aeronave tem 136 pés de comprimento com uma envergadura de 130 pés (quase 40 m).
O sinal da RAF informa o encontro em que o "objeto" foi detectado: "... inicialmente, a cerca de duas milhas da ala do RC-135 ... movendo posição em torno da aeronave e fechado ... objeto preso Beano 73 por 90 minutos, nordeste / sudoeste ... ".

O sinal diz que o OVNI foi visto por toda a "tripulação".
Três RC-135s foram comprados pela RAF em 2017 para servir com o 51 Squadron com base em RAF Waddington em Lincolnshire.
A tripulação inclui dois pilotos, um navegador e até 25 funcionários de missão.

Investigador encerra famoso Site Sobre OVNIs Após 7 Anos

UFO Sightings Daily foi um dos sites mais populares entre pessoas que creem em vida alienígena; ufólogos desconfiam que o criador do site teria sido ameaçado.

O investigador Scott C. Waring fundou o site UFO Sightings Daily em 2010, e durante os últimos 7 anos tem publicado várias revelações e suas observações sobre a vida alienígena. 
Porém, esta semana, o site foi encerrado sem qualquer explicação.
O UFO Sightings Daily foi um dos sites mais populares entre as pessoas que acreditam na vida alienígena e Scott C. Waring tinha uma legiões de seguidores.
O investigador publicava principalmente matérias em que ele examinava fotos da superfície de planetas próximos, como Marte, tiradas pela NASA. 

Nas imagens, ele marcava pequenos detalhes parecidos com naves extraterrestres ou outras indicações da presença de vida inteligente.
Segundo Waring, a NASA já teria publicado por acaso uma foto com uma nave espacial extraterrestre que caiu em Marte, além de imagens do corpo de uma mulher no mesmo planeta.

Na capa do seu site, o seu fundador escreveu: "A minha última publicação. Obrigado por 7 anos de apoio. Juntos nós alcançamos muito".
Vários ufólogos ficaram muito alarmados por causa desta declaração e um deles tweetou: "Teria o governo ou grupos secretos ameaçado Scott C. Waring?".
O próprio Waring declarou que não vai se ocupar mais de ufologia porque os entusiastas nessa área não são levados a sério.

Sputnik Brasil

Esta história não é nova, outros Sites, investigadores e mesmo o UFO Portugal Network já receberam ameaças desta natureza.
O trabalho continua em prol do Disclosure e da verdade sobre este assunto.

Piloto De A318 Brasileiro Deixa Escapar Para A Rede Vídeo De Um OVNI


Piloto de um A318 de um companhia aérea brasileira libertou na rede um vídeo filmado no passado dia 11 de Agosto 2015, onde se pode ver um objecto voador não identificado.

O vídeo cuja veracidade não se conseguiu apurar, aparentemente foi filmado na rota de Brasília para Campo Grande, ao chegar a altitude de cruzeiro de 36 mil pés cerca de 10 mil metros.
Pelo que podemos perceber o Airbus voava inboud ao waypoint LIVER com as coordenadas 19° 12’ 28S 52° 49’ 28W, sobre a vertical de um waypoint que não se consegue perceber.

No vídeo pode-se perceber o espanto da tripulação, durante a filmagem.
No radar também não aparece qualquer indicação de tráfego.
De acordo com as fontes que divulgaram o vídeo o Comandante reportou que esta aparição durou alguns segundo tendo depois desaparecido.



https://newsavia.com

O incidente mais recente terá ocorrido este ano 2017, também no Brasil após um comunicado avançado pelo diretor da Revista UFO Ademar Gevaerde na rede social Facebook.


quinta-feira, 29 de junho de 2017

ELES SEMPRE EXISTIRAM - ENVOLVIMENTO MILITAR PORTUGUÊS COM OVNIS

Com uma aura um tanto mais oficial, é significativo o número de casos de OVNIs envolvendo a Força Aérea Portuguesa (FAP), a maioria dos quais vivida por pilotos em voos de treino. 
É o caso da Esquadrilha Dragões da Ota. 
Na noite de 04 de Setembro de 1957, pouco depois das 20h00, uma esquadrilha da FAP composta por quatro aviões F-84G deslocou-se da Base Aérea da Ota sob o comando do capitão José Lemos Ferreira. 
O objectivo era fazer um voo nocturno a 25 mil pés [8.300 m], com o percurso de Ota a Granada, já na Espanha, retornando a Portalegre e Coruche, de volta ao território português. 

Sobre Granada, a esquadrilha observou um fenómeno luminoso anómalo no horizonte, semelhante a um astro.
Foram notadas mudanças de cor e, já a partir de Portalegre, o fenómeno aumentou de tamanho, passando do formato esférico para oval. O artefacto tinha aspecto incandescente, vermelho-rubro.
Mais tarde, quatro luzes esféricas de menor dimensão saíram do corpo maior. Momentos depois, o corpo oval fez uma descida repentina, seguindo-se subida rápida em direcção à esquadrilha, acompanhado dos outros quatro corpos menores, deixando então de ser observados. caso veio a público apenas dois meses depois, no Diário Ilustrado
O Observatório Meteorológico de Coimbra detectou variação importante no campo magnético daquela área, coincidindo com o momento da observação por parte da esquadrilha portuguesa.

Semelhante a este caso, outros pilotos da Base Aérea da Ota também foram protagonistas, na manhã de 02 de Novembro de 1982, de um acontecimento que é um dos mais impressionantes dos anais da Ovnilogia de Portugal.
Com céu limpo, três homens partiram da base com direcção ao sul da Serra de Montejunto, para um voo de treino.
Por volta das 10h50, o tenente Júlio Guerra, a bordo de um monomotor de dois lugares, observou um objecto brilhante à baixa altitude e em deslocamento de norte para sul, sobre Vila Verde dos Francos.
Subitamente, o objecto subiu até 1.500 m, ficando na mesma altura da testemunha. Ele foi descrito por Guerra como uma “bolha de mercúrio composta por dois hemisférios”. 

A metade inferior era avermelhada, metálica e brilhante.
Teria diâmetro aproximado de dois metros.
O aparelho começou então a descrever círculos ao redor do avião militar, até que, por volta das 11h00, depois de contactada a base, outro avião partiu com dois pilotos a bordo para verificar o acontecimento.
O objecto continuou em evoluções junto à primeira aeronave, permanecendo em perseguição após a chegada do avião de apoio.
Alguns minutos depois, ascendeu e deslocou-se para sudoeste, em direcção à Serra de Sintra, até sumir de vista.

OVNI detectado em radar — Em agosto de 1960, a Base Aérea da Serra de Montejunto, a 70 km de Lisboa, foi alvo de um acontecimento insólito com efeitos físicos nas testemunhas, todo militar. 
Num domingo indeterminado daquele mês, Heitor Morais, cabo especialista em radares, estava monitorizando o espaço aéreo português quando percebeu um ruído intenso semelhante ao produzido por cinco motores a jacto.
Parecia estar sendo emitido de algum objecto parado acima da base.
Poucos instantes depois, Morais estava caído, encostado em uma parede a 10 m de distância do local onde se encontrava. Voltando à consciência e observando ao redor, pôde constatar que os outros operadores de radar estavam na mesma situação.

Morais estranhou que o gerador da base não funcionava, razão pela qual se encontravam totalmente às escuras e com os radares completamente inoperantes.
Quando o cabo abriu uma porta para deixar entrar luz, seus colegas observaram um brilho anormal sobre a Serra de Sintra, subindo a uma velocidade vertiginosa.
O inusitado não se devia somente à velocidade tremenda com que o objecto subia, mas também pelo fato de que, naquele dia, não estarem agendados quaisquer tipos de voos militares, e os voos civis transatlânticos ainda eram raros.
Recuperada a energia eléctrica, correram de imediato para o radar altimétrico, que detectou o enorme objecto a 500 mil pés de altitude [166.700 m], subindo a aproximadamente 4.800 km/h, perto de Mach 5, ou seja, voando a cinco vezes a velocidade do som, algo tecnologicamente impossível para a época.
A observação foi anotada nos registos da base com a menção:“objecto desconhecido”. 
Por vezes, os fenómenos ovnilógicos são observados por grande número de testemunhas ao mesmo tempo, havendo detecção simultânea através de radar. 
Esse tipo de ocorrências torna a existência física de tais fenómenos bem mais plausível. 

Ao fim de 30 de Julho de 1976, por volta das 21h00, algo estranho foi observado a sudoeste de Lisboa por três aviões comerciais, dois ingleses e um português. 
O fenómeno chegou a ser detectado pelo radar do Aeroporto de Lisboa, tendo sido enviado um avião da força aérea para identificar o artefato.
Tratava-se de um foco luminoso bastante intenso e relativamente estacionário, junto ao qual apareceram mais tarde duas formações de aspecto alongado e escuro. 
Não foi possível ter certeza da posição exacta.
A tripulação de um dos aviões ingleses chamou a atenção dos passageiros para o fenómeno, tendo um deles observado a manifestação através de binóculos.
A testemunha observou que havia algo semelhante a papel de alumínio enrugado no interior da luz.
O acontecimento foi ainda observado pela população da capital portuguesa. 

Jaime Maussan e sua suposta múmia alienígena encontrada no Peru!


Cientistas (NÃO CREIO) e pesquisadores de vários países estão em Nazca no Peru para analisar uma múmia que foi descoberta em escavações. Eles alegam que a múmia pode ser um alienígena.

Serei breve: Adivinhem quem está trás desse caso? Sim, ele mesmo, o Jaime Maussan que nos últimos anos só dá bola fora! O cara nem verifica primeiro as provas e manda bala. Nem quero lembrar as burradas dele porque a Ufologia já passa muita vergonha e lembrar isso já me dá arrepios.

Acho muito estranho ver pessoas que se dizem cientistas ou pesquisadores não usarem roupas especiais, não estão em um local adequado e iluminação. Muita gente em volta que acredito nem sabem o que fazem! O tipo de coisa quando quebra o automóvel e a pessoa abre o capô e só olha porque não sabe o que faz.

Vejam um belo exemplo de uma análise correta de uma múmia:


Esse pessoal, afirmam que fizeram testes do tipo carbono 14 que nem deveria porque a meia vida do carbono é cerca de 5.000 anos essa múmia é um pouco jovem pelo o que eles falam.
Tudo isso graças ao site gaia.com que publicaram esse vídeo e sem nenhuma documentação nada mais do que isso.
Deixei para falar sobre o assunto somente agora pelo fato que a maioria das pessoas estão eufóricas e em sua maioria não param para raciocinar. Muitos me julgam por combater a maioria dos casos que aparecem. Elementar meu caro Watson, É QUE EU NÃO APOIO ESSA UFOLOGIA SEBOSA QUE SÓ VISAM LUCROS! Rondinelli.

Arquivos X Britânicos geram polémica

Arquivos X britânicos revelam "fonte celestial distante" acima de Boston Stump, que a RAF ignorou por completo o alerta das forças policiais.

Documentos denominados British X-Files, que foram divulgados pelo Ministério da Defesa, sugerem que OVNIs detectados acima de Boston Stump e The Wash há 20 anos foram ignorados pela RAF depois das autoridades policiais e marítimas lançarem o alerta.

Os documentos publicados pelo arquivos nacional sugerem um encobrimento, com uma luz estranha visível por sete horas sobre The Wash e Skegness.
Segundo o The Sun militares da RAF Coningsby queriam enviar uma aeronave para a área no objetivo de interceptar e identificar o objeto, mas foram ordenados a não o fazer.

Um funcionário do governo criticou o Ministério da Defesa pela sua resposta no momento e pela sua ignorância numa carta.
Ele escreveu: "A RAF deve, estar atenta à atividade no Reino Unido, mas parece não ter idéia do que está ocorrendo.
"Existem procedimento padrão para estes incidentes?
Tiveram tempo suficiente para pensar sobre isso, porque o objeto estava nos nossos radares por mais de sete horas!

"Enquanto eu estou interessado em descobrir o que foi visto, minha principal preocupação deriva do caos absoluto que tais eventos parecem causar".
O Dr. David Clarke comentou os eventos em 2007 depois de receber os arquivos secretos que seguem um pedido de Liberdade de Informação.
Ele disse em seu blog: "Este incidente radar / visual ocorreu em outubro de 1996, no auge de um surto de avistamentos de OVNIs em East Anglia.
"Os avistamentos começaram nas primeiras horas do dia 5 de outubro com um relatório das patrulhas policiais em Skegness. 

"Alerta pela comoção, a polícia em Boston  estava também em alerta também eles visualizaram uma luz brilhante no céu a sudeste".
O relatório dizia: "As luzes na área de The Wash foram observadas em três locais separados acima do horizonte e na mesma direção geral, mas sem corroborar os dados do radar.
"Nenhum veículo aéreo associado "aeronaves" foi detectado por radares civis ou militares.
Isso sugere uma fonte celeste distante ".
Este incidente ainda está registado na memória de muitas pessoas, inclusive elementos da polícia de Skegness e Boston.

Não é novidade que os serviços de segurança britânicos, estudam e analisam observações, registos de atividade ovni no país.
Estes são arquivados para estudo interno e quando libertados em sua maioria acabam por ser alterados antes da liberação pública.
É um jogo de caça entre gato e rato.
Ex pilotos da RAF já demonstraram o seu descontentamento ao verem os seus relatórios adulterados pelo MOD, não condizendo com a verdade reportada anteriormente.

Inglaterra mantém acordo secreto com a NATO no que se trata de investigar o fenómeno OVNI no Reino Unido.


Existe um grupo militar de Operações Especiais denominado 58, que mantém uma atividade clandestina de forma a manter os locais de pouso ou evidências limpas, incluindo mutilações a seres humanos.
O grupo (58), terá sido fruto de um acordo entre Margarete Thather e Ronald Reagan, no âmbito de segurança interna e cooperação entre USA e UK no que se trata de OVNIs.
Um trabalho árduo levantado pelo investigador Richard D Hall, em contacto com um desses agentes militares e forças policiais próximas.

A grande questão ainda se mantém... Até quando se vai continuar a manter a verdade oculta?

A verdade está lá fora.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Vigília Nacional do fenómeno OVNI 2017

Palestra a não perder 17 de Julho 'Porto'

A Exopolítica Portugal e o CTEC (Centro Transdisciplinar de Estudos da Consciência), com o apoio da Universidade Fernando Pessoa, organizam mais uma palestra sobre o tema OVNI/Extraterrestre. Depois de, em anos passados, termos ouvido as apresentações dos vários representantes dos grupos de Exopolítica Europeus (2011 - Alemanha, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Inglaterra, Itália), do activista Stephen Bassett (2014) e do historiador Richard Dolan (2015), chegou a vez de L.A. Marzulli, autor de diversos livros e produtor de várias séries como "The Watchman Chronicles" ou "The Watchers", cuja 7ª temporada "Watchers 7: UFO Physical Evidence", ganhou os prémios UFO Best Film e o Peoples Choice Awards, no UFO Congress em 2014.

Marzulli irá dar a conhecer a investigação que tem feito sobre o fenómeno OVNI, e apresentar diversos incidentes que o levaram a questionar a sua origem e propósitos.

A palestra terá lugar dia 17 de Julho, às 17h30, na Universidade Fernando Pessoa, no Porto.

A entrada é gratuita, mas os lugares são limitados, pelo que aconselhamos fazer uma pré-inscrição para o email info@exopolitica.pt ou para o telefone 224.037.364

terça-feira, 27 de junho de 2017

OVNIS VS DRONES EM PORTUGAL EIS A QUESTÃO

Nestas últimas semanas a imprensa nacional, tem realizado um reportório enorme sobre a observação de drones próximos a aeronaves em Lisboa.

Numa breve consulta constatamos que a velocidade máxima de um drone está nos 137 kh.
Logo uma aeronave não terá sustentação de voo a essa velocidade.
Uma aeronave de longo e médio curso em aproximação de uma pista, terá uma velocidade aproximada nos 300 a 400 kh!

Numa das notícias o piloto menciona que o aparelho teria um metro aproximadamente quando seguia ao lado da aeronave a 900 metros de altitude.
Um super drone?
Não descartamos a possibilidade de serem efetivamente drones os responsáveis por estes incidentes.

O UFO Portugal Network tem vindo a receber variados relatos de observação um pouco por todo o país.
Seriam os drones responsáveis por todas essas observações?
Em 1976 decorria também em Lisboa um encontro anómalo, seria também um drone o responsável?


"No que tange a observações de OVNIS, a madrugada do dia 19 de Setembro de 1976, foi bastante agitada em toda a orla mediterrânica, nomeadamente na Península Ibérica e, mais especificamente, em Portugal.
Algumas das testemunhas dos acontecimentos daquela madrugada foram os elementos que constituíam a tripulação de um BOING 707 dos Transportes Aéreos Portugueses - TAP, comandada por Eloy João Weigert, de 52 anos e 23.000 horas de voo, sobre Lisboa, e que iniciava o voo TP241 transportando 110 passageiros, além dos tripulantes.
Assim, e após a Torre de Controlo do aeroporto de Lisboa ter autorizado a descolagem do avião para efectuar aquele voo, este iniciou uma ascensão normal, a uma velocidade de 235 nós até atingir 3.000 pés QNH, aumentando, depois, para 300 nós até atingir os 4.000 pés. Nesse momento 2 : 10 H minutos da madrugada, não havia qualquer outro tráfego aéreo na zona.
A 4.000 pés de altitude, tendo já transcorrido 6 minutos após a descolagem, o co-piloto, José Pinto, de 32 anos e 3.000 horas de voo, viu algo que pensou tratar-se de um avião com os faróis acessos em rota de colisão; gritando para a Torre "vem um avião contra nós", inicia uma volta apertada para a direita, sobre a vertical da margem do rio Tejo, aproximadamente por cima do Montijo, afastando-se do objecto.
Entretanto, os controladores do aeroporto de Lisboa observavam o OVNI com binóculos enquanto constatavam que a "tela" do radar nada de anormal assinalava.
O objecto passou bruscamente pela frente do BOEING 707; os tripulantes tiveram a sensação de que este esteve como que parado em frente do avião cerca de dois ou três segundos, no qual eram visíveis luzes brancas bem definidas.
Após ter cruzado a rota do avião, da direita para a esquerda, a uma distância entre os 200 e 250 metros deste, constatou-se que "o lado oposto" do fenómeno, que se dirigia no sentido de Sul para Norte, era escuro, emitindo das extremidades luzes intermitentes do tipo"sparking light" ou do tipo "flash" .
Da base do Montijo houve a confirmação que não havia aeronaves militares no ar e que o objecto não era detectado no radar.
Posteriormente verificou-se que a"caixa negra"do BOEING confirmou todos os dados mencionados pela tripulação, nomeadamente a conversação entre os tripulantes na cabine, bem como os dados técnicos do voo".


Objeto anómalo registado em lisboa Abril de 2017

Se observar um drone ou alguém a manusear este tipo de equipamento num corredor aéreo, efectue uma fotografia e contacte imediatamente as autoridades ou envie a foto para o UFO Portugal Network.

Muito se fala dos drones, mas até ao momento não houve uma única pessoa a confirmar a observação visual destes respetivos drones quando mencionados nas datas avançadas pela imprensa.

Contudo não significa nem estamos afirmar serem objetos voadores não identificados 'OVNI'!
Estamos apurar a realidade dos factos com rigor a fim de apuramos a verdade separadamente da imprensa.

Como foi referido a uma estação de TV via email, o UFO Portugal está a trabalhar no assunto, mas não tem de momento uma opinião formulada sem a obtenção de provas palpáveis.

Para os utilizadores de drones recomendamos entrar na seguinte página - www.voanaboa.pt

E-mail: ufo_portugal@sapo.pt




Objeto cruza com avião da Rayaner na Holanda 2016 

sábado, 24 de junho de 2017

Anonymous garantem que a NASA está prestes a divulgar a descoberta de vida extraterrestre

O grupo hacktivista Anonymous já tem feito algumas revelações interessantes, antecipando-se às fontes oficiais.. mas se esta for verdade, será a maior de sempre!

O que eles estão a afirmar é só uma das mais importantes, se não a mais importante, descoberta da história da humanidade e marca um momento decisivo para todos nós.
Segundo informação a que os anonymous tiveram acesso a NASA, agência espacial norte americana, está prestes a divulgar publicamente a existência de vida extraterrestre.

E não estamos a falar de micróbios raspados da estação espacial internacional, nem de um fungo recolhido por um rover em marte.
Estamos a falar de vida inteligente. 
Vê aqui o vídeo partilhado pelo colectivo hacktivista



www.anonews.co

A NASA reage.

O vídeo publicado pelos hackers não tem qualquer evidência nova e é constituído basicamente por citações fora do contexto e informações e conteúdos retirados de sites dos amantes das teorias das conspirações.

Um dos exemplos é uma citação de Thomas Zurbuchen, administrador da NASA, que falou pertante um comité de ciência da Casa Branca e é mostrado a dizer que «tendo em conta das diferentes atividades e missões especificamente para a procura de vida alienígena, estamos na iminência de fazer uma das mais descobertas mais profundas e sem precedentes». 

No entanto, Zurbuchen disse esta frase depois de ter falado da sonda Mars 2020 que irá procurar sinais de vida à superfície do planeta, a Europa Clipper que busca por sinais de vida em Júpiter e no Kepler que descobre milhares de planetas, clarifica a Popular Science.

Basta atentar nas declarações seguintes de Zurbuchen para se perceber que «embora ainda não tenhamos descoberto sinais definitivos de vida lá fora, a nossa busca está a ter uma evolução notável».


CM 


Dia Mundial do fenómeno OVNI 24 de Junho

O UFO Portugal Network, deseja a todos os leitores, membros e colaboradores os votos de um ótimo dia mundial do fenómeno OVNI.

OVNI em Sooke Canadá


Ann Talbot, residente em Sooke no Canadá, estava na sua varanda por volta das 10:30h, na sexta-feira passada, quando viu algo estranho - uma luz clara sobre a copas das árvores próximo da Bacia de Sooke, pairando no céu a cerca de 100 metros da sua casa.

"Pensei que era um drone de alguém, mas não podia ver ninguém ao redor", disse Talbot.
Enquanto observava o estranho objeto perfeitamente redondo, notou que o ovni possuía uma luz vermelha / rosada brilhante em seu torno.
"Não tinha nenhuma marca por trás disso, era difícil saber o seu tamanho, mas era bem maior do que um drone", disse Talbot.
O OVNI atravessou a Bacia de Sooke, antes de atravessar a bacia em direção a Coopers Cove. 

Tentando acompanhar isso, Talbot correu para a sua cozinha, que estava do outro lado da sua casa, de frente para Jenkins Marine.
"Não demorou mais de 15 segundos para atravessar toda a bacia". "
Quando o objeto já estava do outro lado do lago, gritei para o meu marido," Venha rápido! ", E o objeto desapareceu."
Talbot não ouviu nenhum ruído de motor, ou o ruído de qualquer tipo proveniente do objeto.

"Eu simplesmente não sei o que poderá ser, foi interessante.
Não pensei que fosse um meteorito, porque teria um rasto.
Não consegui ouvir nada, nem zumbido, nem som simplesmente, nada.
Não há drone, de especificações militares ou civis, que possam se mover a uma velocidade tão grande.
Nenhum fenômeno estranho climatérico estava presente, já que os céus sobre Sooke na noite de sexta-feira eram claros e limpos.

OAK BAY NEWS

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Pode ser a descoberta ou fraude do século

Recentemente as redes sociais foram inundadas com a descoberta de uma invulgar múmia no Peru, da qual tem vindo a dividir opiniões entre crentes e céticos no assunto.

As redes sociais foram sistematicamente bombardeadas com o vídeo da presumível descoberta.
A imprensa começa somente agora a divulgar a notícia ficando desta forma apreensiva com um pé na frente e outro na retaguarda.

A múmia em questão terá sido descoberta em Nazca no Peru, a mesma apresentada uma fisionomia nada semelhante à de um vulgar ser humano.
A múmia possui somente 3 dedos em cada mão, crânio alongado, e orifícios muito pequenos no lugar das orelhas.

A datação por carbono 14 indicou o período entre 245 e 410 anos D.C, e apesar de ser uma múmia, os órgãos internos não foram retirados.
Não existe até ao momento uma prova fidedigna de ADN que nos certifique ser uma criatura do espaço.

Apenas se sabe que a respetiva múmia foi identificada do sexo feminino da qual  foi batizada por (Maria).

Algo que tem gerado bastante discórdia entre investigadores.
Existe uma grande desconfiança de ser a fraude do século, pelo simples facto de estar presente nesta descoberta uma pessoa que nos últimos anos se tem envolvido em polémicas com situações semelhantes "fraudes".



O UFO Portugal Network pede apenas que se mantenham cautelosos até se obter os resultados de ADN.
Sem esses resultados e o parecer de várias outras entidades científicas esta situação irá permanecer inalterada sem qualquer crédito ou credibilidade.
Já o investigador britânico Philip Mantle, tem sido um dos fortes opositores no desacreditar da autenticidade desta descoberta.
Philip Mantle, acusa a presença de Jaime Maussan de estar envolvido mais uma vez em manobras de propaganda enganosa.

Será de estranhar a ausência de peritos nesta matéria como o famoso Erich Von Daniken.

Como referido acima, pode ser a descoberta ou fraude do século.

O jornal britânico Daily Mail avança com a informação de propaganda para um evento a realizar no México. 

"They were revealed to the world at a conference in Mexico, where he charged £15 ($20) for people to watch a live video stream of the event".
The slides were said to have been thoroughly researched yet they were soon discovered to be pictures of a mummy in a museum exhibition.
'Jamie Maussan is infamous for promoting dodgy UFO videos and alien artefacts,' Mr Watson said.

As imagens apresentadas de Raio X, apresentam o ano 1997!


Vamos aguardar cautelosamente por este desfecho.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Novo estudo: Vida alienígena na Via Láctea

Investigadores norte-americanos apresentam um novo estudo sobre a existência extraterrestre na Via Láctea. 

De acordo com os seus cálculos, os atrasos na formação de exoplanetas e desenvolvimento biotecnológico mostram que efetivamente podem existir muitas civilizações.
Enquanto a busca de provas por existência extraterrestre continua a agitar a comunidade científica, uma equipe de astrónomos americanos tentaram resolver este mistério.

Um artigo publicado no site arxiv.org (Biblioteca da Universidade de Cornell) apresenta cálculos por investigadores e de acordo os seus estudos a Via Láctea está cheia de civilizações alienígenas.
Para determinar o número de civilizações que compõem a Via Láctea, os astrónomos têm tomado como base a fórmula proposta por Frank Donald Drake, "Equação de Drake", investigador que possui os critérios necessários para fazer tais cálculos.

Para inserir as modificações necessárias para tal avaliação, os cientistas lançaram vários índices: a velocidade da formação de exoplanetas na zona habitável, a frequência de catástrofes globais que influenciam a evolução da vida e a importância de fator de biotecnologia.
O tempo de uma civilização tecnicamente desenvolvido precisa para fazer contacto com a Terra também foi avaliada pelos astrónomos.
Depois de levar em conta todos os elementos, os astrónomos concluíram que várias civilizações extraterrestres podem existir na Via Láctea.
Cada vez mais a comunidade científica se entrega à evidência de que os seres humanos não estão sozinhos no Universo.


A resposta a estes sinais e sua interpretação podem não ser percetíveis aos equipamentos humanos.
Certamente outras civilizações terão já recebido sinais oriundos da Terra.
Enquanto os cientistas estudam a possibilidade de vida lá fora, a comunidade do fenómeno OVNI não se conforma muito em estudar, opinar a vida lá fora, quando essa vida já visita e acompanha a Terra e o ser humano por milhares de anos.
Seria desta forma mais eficiente estudar, os que já nos visitam na possibilidade de realizar contacto.
Um contacto que pode mudar toda a história da humanidade como também todo o nosso conhecimento e crenças.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

OVNI em Nisa - Alentejo faz testemunha ter o maior susto da sua vida


O caso que se segue é mais um trabalho realizado pela investigação e arquivo do UFO Portugal que nos permite manter estes casos vivos, não os deixando cair no esquecimento.

Fernando Bizarro diz ter apanhado "o susto" da sua vida, passavam das sete horas da tarde, quando Fernando Bizarro decidido voltar a casa, depois de descarregar lenha e alimentar os animais na sua quinta onde tem uma exploração agrícola.
Quando chega ao portão de saída apanhou um grande susto: "Eu estava aqui tranquilo e por cima surge uma luz muito intensa, muito amarela, iluminando toda esta área" .
O homem garante que a luz projetada era arredondada: "Ela era tão intensa que você não conseguia ver nada".
O episódio durou alguns momentos. " Foi tudo muito rápido, talvez 10 ou 15 segundos.
Depois saiu daqui a grande velocidade na direção do sul , " diz Fernando, cantoneiro da Câmara Municipal de Nisa, Fernando não encontra uma explicação para o que aconteceu no final da tarde do dia 14 de Outubro de 2008 na Tapada de Frei João, a poucos quilómetros da aldeia: "Ele só pode ter sido um OVNI", diz Fernando Bizarro de 54 anos, nunca tinha acreditado em objetos voadores não identificados ou criaturas.
"Não acreditava em nada disto.
Agora, eu vi com os meus olhos e o caso muda de figura.
Afinal, nós não estamos sozinhos no Universo", desabafa.

Sr. Fernando Bizarro
Fernando corre para a carrinha, agarra o telemóvel e tem outra surpresa: "De um momento para o outro, a bateria do telemóvel ficou completamente descarregada" refere.
Fernando revela que se assustou imenso quando viu a luz mas não teve ou sentiu medo - "quando eu olhei para a luz, aqui a poucos metros, eu não senti qualquer tipo de ameaça "-  Fernando Bizarro só sossegou quando chegou no café em Nisa, ainda tremendo de ansiedade, e desatou a contar a história aos amigos. 

Alguns acreditaram, outros brincaram e duvidaram da sua historia.
Fernando Bizarro jura a pés juntos que o que conta é a mais pura verdade.
"Nunca na minha vida tinha visto nada assim.
Fernando explica que o OVNI apareceu de repente.
"Estava escuro, sem eletricidade aqui no mato, e de um momento para o outro, a luz veio para cima de mim, ninguém está à espera de uma coisa destas "desabafa. 
Após passar o choque da observação o seu primeiro impulso foi telefonar para casa para contar a sua insólita experiência.

Este não é um caso isolado no Alentejo, não muito distante em Mimosa de Alvalade um pastor é também surpreendido. (Veja aqui)

terça-feira, 20 de junho de 2017

Luzes observadas na Margem Sul - "Aroeira"

Localização - Aroeira 

Data hora - 17/06/2017 - 00:05h

Testemunha - Sr. Bruno Figueiredo e esposa

Relato da testemunha...
"Estou a escrever-vos na sequência de um acontecimento ocorrido no passado Sábado, coincidentemente após os estranhíssimos e infelizes acontecimentos meteorológicos que provocaram diversos incêndios a nível nacional.
Encontrei o vosso blog após alguma pesquisa que fiz, no sentido de encontrar algum tipo de paralelismo com o momento que vivi nessa noite.
Eram 00:05h na noite de sábado para domingo.
Eu e a minha esposa avistámos diversas luzes no céu, a cruzarem o céu mesmo em frente à nossa casa ( Aroeira, concelho de Almada ).
Estas luzes, cerca de 20 mais ou menos, viajavam no sentido Sul > Norte em formação pouco mecânica, isto é, não parecia ser um voo linear, como de um avião, helicóptero, Drone, etc,, poderiam ser perfeitamente um bando de Gaivotas, com a excepção de serem extremamente luminosos e mudarem constantemente de posição.
Foi possível avistá-las ( luzes ) até desaparecerem no horizonte, na direção Norte ( Lisboa ), tudo isto demorou cerca de 3 / 4 minutos.
Durante este período em que foi possível a olho nu avistar estes objectos, os mesmo mudaram de posição várias vezes, alternando a forma do conjunto, de forma aleatória, no inicio estariam mais ou menos linha continua, algo desordenada, depois a forma conjunto assemelhou-se mais a um círculo imperfeito até desaparecerem no horizonte devido à distância a que se encontravam.

Tentei encontrar na Net algo parecido ou algum relato de alguém que tivesse presenciado o mesmo acontecimento nessa noite de sábado, mas sem resultado.
tentei filmar com o Telefone, mas estava demasiado escuro e nada se conseguia ver infelizmente.
Já não é a primeira vez que presencio algo do género, aparentemente inexplicável, mas é a primeira vez que partilho esta informação com alguém que esteja "mais dentro do assunto"

Em primeiro lugar, penso que os balões Led não teriam como fazer um vôo continuo paralelo à terra e alternando de posição dentro da mesma formação, a não ser que tivessem algum tipo de motor ou estivesse algum vento ( Sul > Norte ) o que não se verificava de todo, para além de não existir qualquer ponta de vento na altura, o único momento em que se verificou vento no passado sábado, foi no final da tarde, em conjunto com a trovoada e alguma chuva e o mesmo ( vento ) vinha de NW ( a direção contrária às dos supostos balões Led )
Os fenómenos luminosos que eu vi eram fixos e não intermitentes como a maioria destes balões Led.
De qualquer forma agradeço-lhe pela resposta e esclarecimento".

UFO Portugal Network

De facto tem ocorrido observações anómalas registadas visualmente por diversas testemunhas como alguns vídeos que nos chegam e também aguardam resposta por parte das mesmas.
Isto sem deixar de mencionar as últimas notícias que fazem referência na imprensa nacional, onde mencionam um alerta de diversos pilotos alegando ver ou serem seguidos por drones a 700 e 1200 metros de altitude ( Super Drones ) assim poderemos deduzir ao acompanhar aeronaves de longo e médio curso! Suspeito...



Com o clima quente as festividades veranianas municipais ou privadas aumentam gradualmente.
Logo exista a libertação dos afamados balões leds, que vieram substituir os tradicionais foguetes de artifício tradicionais devido aos riscos de incêndio.
Os tradicionais balões leds mais comuns apresentam uma luz intermitente, embora também existam balões com luz fixa!
A testemunha revela ao UFO Portugal, que as luzes eram muito fortes o que descartou de imediato serem balões com leds.

Devido a não termos uma imagem da observação, não podemos afirmar efetivamente que foram balões leds ou drones, onde um fator a ter em conta o voo em direção contrária ao vento!

Se observou o mesmo fenómeno ou registou o mesmo em vídeo ou foto, queira entrar em contacto connosco via email.

domingo, 18 de junho de 2017

OVNI: Registo em vídeo na Eslováquia

A cada dia surgem mais notícias sobre visitas alienígenas em várias partes do mundo: Reino Unido, Rússia, EUA.
Agora eles escolheram a Europa Central.
O vídeo com um objeto voador não identificado foi publicado pelo usuário Martin Mikuas. 

Na filmagem o que é suposto ser um Objeto Voador Não Identificado aparece no céu rodeado por uma luz verde e voando lentamente alguns minutos.
Lembramos que algumas semanas atrás apareceu a declaração extravagante de um funcionário da NASA sobre os extraterrestres estarem presentes entre nós, o que provocou uma onda dos vídeos e fotos "comprovando" esta revelação. (Sputnik)



A grande questão reside na autenticidade do vídeo que se encontra sobre análise de momento.
Já a questão da luz verde pode ser derivado à tentativa de auto-foco do diafragma do equipamento que provoca efeitos que não os originais observados a olho nu.

Já as observações na Europa Central não são novidade como avança o Site.
Estas ocorrem desde sempre como nos países acima mencionados.

Informação avançada por "Tech ao Minuto".

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Criatura estranha é vista pela população de Brejo do Cruz no estado da Paraíba - Brasil

Os moradores da cidade paraibana de Brejo do Cruz, distantes 54 Km de Caicó ficaram assustados na madrugada de domingo com uma estranha criatura nos arredores da cidade. Segundo o relato de moradores as estranhas criaturas vistas tinham braços longos que chegavam a tocar no chão e pescoço comprido. Um dos moradores disse ao Blog Cardoso Silva que nunca tinha visto aquilo, resolveu então chamar outro amigo que também teria avistado não somente uma e sim duas.

Nos quatro cantos da cidade é o assunto que se fala na cidade. Seria uma visita de uma Alien! Seres inteligentes que já foram vistos também em outras regiões do Brasil.

Existem diversões relatos semelhantes espalhados pelo mundo, mas é um caso à ser investigado. Rondinelli.


Fonte: Blog Cardoso Silva

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Região Fotógrafo regista aparição de suposto ovni nos céus de São José - Brasil


Por Rodrigo Fernandes

Uma possível aparição de um Ovni (Objeto voador não identificado) foi registada na última quarta-feira (7) em São José dos Campos.
O registo foi realizado pelo fotógrafo Josemar Rocha Dellú, 46, morador do bairro Monte Castelo de São José.

“Eu estou acostumado com luzes de avião aqui no bairro onde moro, mas a luz que vi era muito forte e estava estática como se fosse uma estrela”, diz Dellú.
Para registar o suposto Ovni, o fotógrafo usou uma câmera Nikon D7000 com lente 55-300mm e velocidade em 5000, em que consegue ‘congelar’ a imagem.
“Apesar de o céu estar sem nenhuma nuvem, só vi o objeto por alguns segundos.
O que eu fiz depois foi só dar zoom na imagem, mas não houve nenhum retoque ou edição nas fotos”, diz Dellú.
Há três anos como fotógrafo, Josemar tem interesse por ufologia desde pequeno e sempre está de olho nos céus.

“Cresci vendo ‘E.T. - O Extraterrestre’ e ‘Contatos imediatos do terceiro grau’, esses filmes de ficção científica sempre me atraíram.
A mística em torno da possibilidade de vida noutros planetas sempre me empolgou”, diz Dellú
O próximo passo agora é enviar essas imagens para uma análise mais criteriosa, junto de especialistas no assunto.
“Um rapaz marcou o engenheiro Ricardo Varela na postagem que fiz no meu facebook, mas ele não comentou nada ainda.
O Varela é um profissional do INPE que colaborou muito com a revista UFO antigamente.
Ele sempre esteve ligado nesses assuntos”, diz o fotógrafo.

Observação em Barcelos

Localização - Barcelos

Data e hora - 09/06/2017 - 14:30h

Testemunha - Sra. Juliana Tavares

O relato que segue, não apresenta um depoimento elaborado devido ao facto de ser uma observação de um curto espaço de tempo não permitindo poder entrar com mais pormenores como o desejado.
Passamos a informação da observação para conhecimento do público, mesmo que a respetiva informação seja muito limitada! 

Relato...
"Boa tarde vivo em Barcelos e acabei de avistar algo estranho no céu.
Tudo aconteceu quando estava a sair do trabalho, hoje mesmo, perto das 14:30 h eu e outra minha colega de trabalho vimos um objecto estranho, inicialmente pensei que era um avião mas o formato estranho e a forma brilhante dele chamou a atenção. 
Foi quando der repente desapareceu do nada , e foi quando olhei para a minha colega e ela estava estupefacta porque também tinha visto o mesmo que eu. O formato do objecto era mais ao menos como um losango, não tinha formas redondas, e era muito brilhante como alumínio a bater no sol, razão da qual me chamou a atenção pois nao era nada parecido com um avião.

Ele movimentou se um pouco, muito devagar mesmo e foi quando desapareceu do nada, cá em barcelos não esta nublado.
Ele simplesmente desapareceu em frente aos nossos olhos
Foi quando decidi pesquisar e encontrei esta pagina.
Ainda estou incrédula e nem sei o que pensar".

Se reside em Barcelos e observou o mesmo fenómeno, queira por favor entrar em contacto com o UFO Portugal Network, através do nosso email ou deixe mensagem abaixo da notícia de forma a podermos realizar uma análise do que foi observado pela testemunha.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Vídeo: OVNI em Santo André - Alentejo novo relato...

Localização - Vila Nova de Santo André - Alentejo

Data e hora - 05/06/2017 - 02:10 da manhã

Testemunha - Sra. Helena Rebelo

Relato...
Venho reportar um fenómeno que já não é estranho para mim.
Resido em Vila Nova de Santo André há 32 anos e por diversas vezes tenho observado fenómenos que excedem o meu raciocínio lógico e em que já é a terceira vez que partilho convosco as minhas observações.
No dia 5 deste mês, por volta das 2.10 da madrugada, eu e uma amiga do meu filho fomos para marquise para fumarmos um cigarro.
De imediato esta luz captou-me a atenção, daí o espanto em que nós as duas ficámos, pois por coincidência tínhamos justamente a falar sobre o fenómeno OVNI.
Chamei logo o meu filho que se encontrava na sala a participar de um programa que é transmitido num canal televisivo, e no qual é um jogador assíduo.
Esta foi a primeira vez em que consegui registar a observação em vídeo, pois o telemóvel que possuo actualmente é superior a todos os outros que já possuí.
A luz que aparece na filmagem e que infelizmente não se consegue ver as cores que o objecto emanava, que iam desde o vermelho, ao branco e também ao arroxeado, encontrava-se a uma altura um pouco acima da chaminé da Repsol, que durante a noite emite uma luz vermelha.



Portanto, a chaminé foi o meu ponto de referência relativamente à sua localização.
O avistamento foi também observado por um vizinho, que foi alertado pelo barulho que fazíamos.
Gostaria de saber se mais alguém observou algo anómalo nesta região, pois a luz era bastante visível e foi observada durante cerca de 10 minutos.

Se observou ou presenciou o mesmo fenómeno queira partilhar connosco a sua observação através do nosso email ufo_portugal@sapo.pt 

De salientar que a área mencionada, Santo André e Sines com respetiva orla marítima tem sido fortemente rica em observações anomalas.

Abaixo vídeo registado por elementos da segurança interna da Refinaria Repsol YPF, Sines a 13/09/2004.
A noite em que um misterioso objeto sobrevoou a refinaria deixando várias centenas de funcionários intrigados.



terça-feira, 6 de junho de 2017

25 de Abril democratizou relatos sobre OVNIs

O 25 de Abril de 1974 democratizou não só o regime mas também o relato de observações de fenómenos OVNI, afirmou no Porto o historiador Joaquim Fernandes, autor do maior estudo feito em Portugal sobre o imaginário extra-terrestre.

A primeira fase do estudo deste professor da Universidade Fernando Pessoa, fundador do Centro Transdisciplinar de Estudos da Consciência, foi hoje apresentada no auditório daquela instituição.
No estudo, que abarca a história de Portugal entre 1908 e 2000, Joaquim Fernandes observa que o 25 de Abril de 1974 abriu as portas a um "boom" de relatos de observações directas de "fenómenos OVNI" e de organizações de estudo deste tipo de situações.
"No anterior regime foram registados vários outros fenómenos deste género, mas o seu relato era quase exclusivo dos meios de comunicação social. O 25 de Abril trouxe a democratização também aos testemunhos de fenómenos OVNI", referiu o historiador.

Este interesse súbito pelo tema dos extra-terrestres poderá estar psicologicamente relacionado com a forma contida como o anterior regime tratava este tema de alguma forma "proibido".
"Após a Revolução, surgiu um interesse repentino por uma série de assuntos proibidos. O dos OVNI foi um deles", disse Joaquim Fernandes.
A partir da década de 1970, surgem, através de investigadores individuais ou das associações de observação dos temas relacionados com extra-terrestres, mediadores que passaram a recolher de forma sistemática os testemunhos dos fenómenos observados.

Prof. Joaquim Fernandes 
"Do trabalho desses mediadores resultou a recolha de cerca de 700 relatos que pela primeira vez em Portugal foram analisados de forma sistemática neste estudo", referiu Joaquim Fernandes.
Do total de 700 testemunhos, o historiador seleccionou 319 inquéritos mais pormenorizados, que incluem, para além dos dados sobre o fenómeno observado, registos das reacções afectivas, físicas e cognitivas das testemunhas, assim como eventuais efeitos ocorridos posteriormente (o que as pessoas sentiram emocional e fisicamente, o que consideraram ter observado e que sintomas registaram nos dias seguintes).
Uma primeira constatação que surpreendeu o investigador foi a de que apenas cerca de um terço dos 319 inquiridos fez uma relação directa entre o que viu e a existência de extra-terrestres.

"Surgiu um número muito expressivo de pessoas que apresentam uma visão neutral do observado, afirmando ter-se deparado com um objecto, um aparelho ou um fenómeno sem o procurar interpretar", explicou.
O maior número de observações de fenómenos não identificados foi feito por homens entre os 20 e os 30 anos, constatou ainda.

Joaquim Fernandes comparou, seguidamente, as descrições feitas pelas testemunhas com os estereótipos apresentados pela comunicação social ao longo dos anos, nomeadamente com o conceito de "disco voador".
O historiador apercebeu-se também de que nas primeiras décadas do século XX foram os centros espíritas quem mais difundiu o conceito de vida extra-terrestre e mais se interessou pelas descobertas astronómicas, ideias que iam de encontro às motivações e à doutrina do espiritismo.

Inf - RTP
2006

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Luzes estranhas em Setúbal

Localização - Setúbal

Data e hora - 03/06/2017 - 22:10

Testemunha - Sra. Ana Anjos + esposo

Relato da testemunha...
"Venho relatar novamente um fenómeno que para mim não é novo.
Cerca das 22.10 fui ao quintal colocar o lixo no contentor.
Como sempre olhei para o céu, e vi uma luz branca parada no mesmo sítio.
A luz piscava a um ritmo compassado, 1 2, 1 2, sempre neste compasso.
Chamei o meu marido para ver e entretanto a luz começou a deslocar-se de Norte para Sul, sentido da Arrábida, sempre a piscar de forma compassadamente.
Passou entretanto um avião com luzes brancas e vermelhas à velocidade normal de um avião.
Segundos depois passa um luz vermelha a uma velocidade impressionante.
Por cima da minha casa passou outra luz vermelha também a grande velocidade. 
Estou habituada a ver aviões e garanto que estas 3 luzes não eram aviões.
Será que mais alguém viu"?

O UFO Portugal Network não teve qualquer notificação de observação na região de Setúbal, embora essa mesma região seja predominante em observações anómalas.

Ao longo dos anos o UFO Portugal, tem recebido vários relatos e também imagens desses mesmos avistamentos.
Deixamos desta forma o alerta para a região de Setúbal.
Olhos fixos no céu e telefone com camera sempre por perto.
Se também viu as luzes acima descritas pela testemunha, entre em contacto connosco através do nosso email ( ufo_portugal@sapo.pt ).

Área de observação da testemunha 
Fotos, vídeos e relatos serão muito bem vindos ao UFO Portugal Network.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Desclassificação de ficheiros secretos na Inglaterra

Conforme relatado por vários meios de comunicação, depois de ser realizada a próxima eleição geral no Reino Unido, a 8 de junho, serão desclassificados uma série de documentos, entre os quais incluem os relacionados com o alegado avistamento de um OVNI no final da década de 1980, na floresta Rendlesham.

Isso é algo muito aguardado, á muito tempo, uma vez que estes documentos deveriam ter sido desclassificado em 2013.
Na verdade, a sua publicação foi adiada várias vezes por razões de sigilo, sendo as próximas eleições gerais a última desculpa de sigilo .

Documentos a desclassificar envolvem um famoso incidente, que ocorreu em dezembro de 1980 em Rendlesham Forest, quando uma equipe de militares afirmaram ter visto uma série de luzes estranhas, que acabou por ser o prelúdio para o surgimento de uma suposta nave alienígena.

Este incidente ficou famoso e conhecido como o 'Roswell Britânico', em referência direta ao reconhecido Roswell, 1947, quando uma suposta nave extraterrestre caiu em Roswell, Novo México (Estados Unidos) evento que teria sido escondido pelo governo dos EUA.


A noite em que a Força Aérea Brasileira caçou um ovni


O objeto, diz a FAB, voava mais rápido que o som, e mesmo assim fazia zigue-zagues e ora se aproximava, ora se afastava, desafiando as leis da física.

Por Salvador Nogueira

Era uma noite estrelada, em 19 de maio de 1986. 
Às 23h15, chegou a informação de que a torre de controle de São José dos Campos, no interior de São Paulo, havia avistado luzes de cores amarelo, verde e laranja se deslocando sobre a cidade. 
Ao mesmo tempo, sinais foram detectados no radar em solo. 
O primeiro a observar o fenômeno foi o coronel Ozires Silva, então recém-nomeado presidente da Petrobras (antes, tinha comandado a Embraer). 
Ele estava a bordo do avião Xingu PT-MBZ e viu uma dessas luzes. 
“A visibilidade era uma beleza. 
Uma noite toda estrelada, típica do mês de maio e entre as estrelas eu vi um clarão, um objeto ovalado. 
Parecia um astro. 
A diferença é que astro não aparece no radar”, disse o fundador da Embraer numa entrevista. 
“Voei na direção dele. E, enquanto me aproximava, ele começou a desaparecer.”
Às 0h39, foi acionada a aeronave de alerta da defesa da Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. 
O jato de caça partiu rumo a São José dos Campos, guiado pela deteção de sinais intermitentes no radar da torre de controle. 
A uma altitude de 5.200 metros, o piloto avistou uma luz branca abaixo de seu nível de voo. 
Posteriormente o objeto foi subindo e se posicionou 10 graus acima da aeronave de intercetação. 
Ambos começaram a aumentar a altitude, e o caça o perseguiu até os 10 mil metros. 
No trajeto, a luz por um momento mudou de branca para vermelha, depois verde e novamente branca, permanecendo nessa cor. 
O radar do caça detetou o objeto, que indicava estar de 10 a 12 milhas de distância (16 a 18,2 km), voando na direção do mar.
A perseguição prosseguiu até a aeronave atingir o ponto de não-retorno (que significa que não haveria combustível suficiente para voltar à base de origem). Como não houve aproximação efetiva, decidiu-se pelo fim da caça. 
Menos de 30 minutos depois, deteções de eco de radar começaram a ser feitas sobre a região de Anápolis, Goiás. 
Os sinais de radar eram mais confiáveis, davam direção e velocidade de deslocamento dos objetos. 
À 1h48, um segundo caça, dessa vez partindo da Base Aérea de Anápolis, subiu aos céus para investigar. 
O piloto chegou a obter contato pelo radar da sua aeronave, mas não conseguiu ver nada. 
Parecia uma perseguição absolutamente desleal. 
Enquanto o jato voava como um avião, em velocidade supersónica, o objeto tinha um nível de agilidade incompatível com aeronaves terrestres. 
Voava em zigue-zague, ora se aproximava, ora se afastava, mesmo estando mais rápido que o caça. 
Por fim, ao perder contato por radar, o avião retornou à base. 
Em compensação, no Rio de Janeiro, a mobilização continuava. 
Um segundo caça descolou à 1h50 na direção de São José dos Campos e avistou uma luz vermelha de onde emanava o sinal de radar detetado em solo. Perseguiu-a por alguns minutos, sem conseguir se aproximar, até que ela se apagou.
Simultaneamente, apareceram nada menos que 13 diferentes registos do radar em solo na traseira da aeronave. 
O piloto fez uma volta de 180 graus para tentar observá-las, mas nenhum contato visual ou com o radar de bordo foi efetuado. 
Uma segunda e uma terceira aeronaves descolariam de Anápolis, às 2h17 e às 2h36, sem obter qualquer tipo de contato. 
Os interceptadores lá no Rio foram pousando conforme sua autonomia chegava ao fim. 
O último recolheu-se à base às 3h30. 
No resumo do relatório assinado naquele ano pelo brigadeiro-do-ar José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, então comandante interino do Comdabra (Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro), os militares tiram conclusões definitivas. Primeiro, sobre a natureza dos objetos perseguidos e observados, capazes de “produção de ecos radar, não só no sistema de Defesa Aérea, como nos radares de bordo dos interceptadores (…), variação de velocidade de voo subsônico até supersônico, bem como manutenção de voo pairado, variação de altitudes inferiores a 5 mil pés (aproximadamente 1.500 m) até 40 mil pés (aproximadamente 12 mil metros), emissão de luminosidade nas cores branca, verde, vermelho, e outras vezes não apresentando indicação luminosa, capacidade de aceleração e desaceleração de modo brusco, capacidade de efetuar curvas com raios constantes, bem como com raios indefinidos”.
Não é preciso dizer que esse conjunto de qualidades não existe em nenhuma aeronave cujo princípio de operação seja dominado pela ciência terrestre. 
Da forma cautelosa, como seria peculiar a um documento de origem militar, o relatório termina da seguinte maneira: “Como conclusão dos fatos constantes observados, em quase todas as apresentações, este Comando é de parecer que os fenômenos são sólidos e refletem de certa forma inteligências, pela capacidade de acompanhar e manter distância dos observadores como também voar em formação, não forçosamente tripulados.” 
Foi a afirmação mais contundente sobre ovnis já feita pela Força Aérea Brasileira.